Deixe um comentário

Como se faz a distorção

Olá! Como vão os seus estudos? Hoje vou ensinar-vos como se obtém a distorção da guitarra eléctrica (que, aliás, é a sua principal função juntamente com o amplificador). Encontrei este artigo no site Música & Acordes e achei muito legal para aqueles que querem saber mais “cientificamente” como ocorre a distorção, então cá vai.

Todos os sons são compostos por uma combinação de sinusoides de diferentes fases e frequências. O sinal de uma guitarra corresponde à soma das vibrações sinusoidais de cada corda. Cada corda também gera sinusóides distintas.

Quando se transforma a forma de uma sinusoide, mesmo que se mantenha a frequência fundamental, são geradas outras frequências (que podem ser harmónicas ou não).

O caso típico do “Fuzz” é a sobre-amplificação de uma sinusóide por forma a que a electrónica não consiga (ou esteja desenhada para …) replicar o mesmo sinal com uma maior potência ou amplitude, o resultado é uma sinusoide “achatata” que gera múltiplas frequências em torno da fundamental.
Quanto mais “abrupta” for a transformação da sinusoide, mais metálico o som soa.

O segredo da “boa” distorção é a geração de harmónicas na mesma frequência, quando várias frequências são geradas pela guitarra.” – Música & Acordes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: